web analytics

Hora da Liberdade

25 de Abril 1974

Em 1999, foi lançado um filme em formato documental, que retrata os acontecimentos de 25 de Abril de 1974, com alguns detalhes interessantes, através do meu prisma, pude constatar alguns pormenores que eu desconhecia, tais como: a extrema coragem e união que foi crucial para que este ‘golpe militar’ fosse efetuado com sucesso, pois pelo que sei já havia sido tentado antes, mas não terá sido eficiente nem tão pouco eficaz.


Contudo, esta ação de ordem militar, orquestrada pelos capitães (que participaram na Guerra Colonial), mais tarde conhecidos por «Capitães de Abril», e com a ajuda fulcral dos Oficiais milicianos, foi extremamente bem-sucedida. Um documentário de Emídio Rangel, Rodrigo Sousa e Castro e Joana Pontes, cujo foi transmitido no canal generalista SIC, que contou com um naipe de luxo de atores, e que nos transporta de imediato para aquela madrugada do dia D, o dia da Liberdade, o dia que Portugal não esquece.
Numa altura em que a palavra de honra era de facto honrada, a comunicação entre rádios e imprensa no geral e o movimento militar foi determinante para o êxito da tão afamada Revolução militar, a revolução dos cravos, e nesse dia em que a liberdade reinou, foram necessárias duas senhas transmitidas através da Rádio Clube Português (canções “E depois do adeus” de Paulo de Carvalho e “Grândola Vila Morena” José Afonso;
a primeira canção serviu de aviso para a preparação e a segunda canção teve o propósito para que as tropas após se prepararem, começassem a sair de forma ordeira até aos locais estrategicamente destacados para dar início à dita Revolução) e uma absoluta comunhão entre estes agentes principais (imprensa, e militares) foi fundamental para a ação revolucionária em curso.
O filme foi muito informativo, com uma fotografia fiel à fotografia da época (1974), tendo sido utilizadas imagens reais (vídeos) dos momentos decisivos, e na minha ótica foi emocionante testemunhar na primeira pessoa, ainda que através de vídeo, esses momentos de coragem e união, pois até aqui eu só ouvia falar
e li um artigo ou outro aqui e ali acerca do assunto, mas sempre de forma muito esporádica.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest